Por que a Bomtrato é a melhor opção para a cessão de crédito judicial?

Se você tem um processo judicial em andamento que proporcionará um crédito judicial pode fazer uso da antecipação de recebíveis. Deixando tudo às claras, quem processa um órgão público ou têm uma ação trabalhista em andamento, pode conquistar na Justiça o direito de receber uma quantia indenizatória. O problema é que, para isso, vai precisar esperar muito tempo, lidar com a burocracia e ter muita paciência. 

A resolução pode demorar anos. Então, quem não pode mais esperar muitas vezes opta pela cessão de crédito judicial e, assim, consegue ter seu dinheiro em mãos. Mas é preciso muito cuidado na hora de escolher para quem vender seu processo e nesse artigo te explicamos o que faz da Bomtrato a sua melhor opção!

Somos segurança e agilidade

Aqui na Bomtrato, a gente preza pela segurança e bem-estar de advogados e credores donos de processos de precatórios ou trabalhistas. Vender o direito de receber um valor financeiro é previsto em lei e em troca, os envolvidos podem desfrutar do dinheiro como bem entenderem. 

Não pense que você estará abrindo mão de algum valor. A verdade é que o dono do crédito vende o direito sobre ele, não a indenização que deverá receber sabe-se lá quando. Já o advogado, pode receber seus honorários antecipadamente com a cessão de crédito judicial.

Uma disputa judicial no Brasil pode demorar mais de uma década, fora o tempo até o pagamento do crédito reconhecido pela Justiça. Como somos especializados em cessão de crédito judicial, temos agilidade para avaliar seu processo e enviar uma proposta para aquisição. Fazemos isso em até 20 dias. 

Quando você faz um Bomtrato, recebe seu dinheiro em até 10 dias úteis e nós, como titulares desse crédito, assumimos todos os riscos do processo. Mas para tudo correr bem, quem realiza a cessão de crédito judicial precisa vender um processo já avançado na Justiça. Quando se trata de precatórios, a emissão deve ser confirmada pelo poder público. Se você tem dúvidas de como consultar, clique aqui.

Facilidade na venda

Nós da Bomtrato somos justos e eficientes nessa negociação, e fazemos tudo o mais rápido possível:

    1. O primeiro passo é avaliar o processo;
    2. Depois, oferecemos a você (credor ou advogado), uma proposta clara para a transferência do processo e realização da cessão de crédito judicial;
    3. Advogado, cliente e Bomtrato felizes, assinamos o contrato de cessão de crédito judicial. Seu dinheiro é depositado rapidamente e você pode curtir seu Bomtrato!

Benefícios da cessão de crédito judicial na Bomtrato

  • Um ponto final na espera: livre-se do sistema judiciário e da demora para a conclusão do seu processo. 
  • Liberdade para negociar: busque a melhor condição possível e abandone as preocupações.
  • Dinheiro na mão: o pagamento de uma cessão de crédito judicial ocorre em até 10 dias úteis! Nada comparado aos 998 dias, em média, de um processo judicial.
  • Sem risco: a cessão de crédito judicial envolve um procedimento ágil, claro e direto. Nós fazemos acontecer, sem as incertezas que os Tribunais podem impor e tudo de acordo com a legislação.
  • Resultado sem burocracia: tudo às claras, negociado entre credor, advogado e nossos especialistas.
  • Maior segurança: acordo transparente, respeitando o cálculo do valor a ser recebido e os honorários advocatícios. Incentivamos a presença dos advogados durante toda a transação.
  • Antecipação de recebíveis: dinheiro na conta para investir, pagar dívidas e realizar seus maiores sonhos.

Tudo que foi dito soa como perfeito e é perfeito mesmo. Com a Bomtrato, você tem poder de escolha. Atuamos de forma rápida, prática e segura na cessão de créditos judiciais, contando com mais de 1.200 clientes atendidos e uma equipe de mais de 60 profissionais especializados em cessão de crédito judicial. Pare de esperar e garanta seu dinheiro em mãos!

Sugestão de leitura: aproveite esse período de incertezas para organizar sua vida financeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *