Honorários advocatícios: Saiba o que considerar ao calcular os seus

honorários advocatícios

Os desafios da profissão são muitos e todo advogado sabe. Não importa se acabou de tirar a OAB e decidiu empreender como autônomo ou se atua em uma banca consagrada. Sem dúvida nenhuma todos possuem bons conhecimentos técnicos, mas os detalhes do dia a dia podem tornar as coisas mais difíceis quando se trata de remuneração.

Calcular os honorários advocatícios é algo que pode tirar o sono de qualquer um, principalmente de quem está começando, está passando por um período de reestruturação ou de crise.

É evidente que os problemas se intensificam em época de crise e a inadimplência em escritórios de advocacia é um desses problemas, que já abordamos por aqui. Precificar honorários advocatícios de maneira correta pode ajudar o seu escritório a sair do vermelho, mas não é tarefa simples. Fique tranquilo, nós vamos te ajudar!

Fatores para levar em consideração

Para ter tranquilidade ao determinar os honorários advocatícios, seja no consultivo ou contencioso, é essencial desenvolver uma metodologia que leve em conta os valores praticados no mercado, sua projeção de lucro, respeito ao cliente e ao seu negócio e a complexidade da causa… ufa!

Sim, é bastante coisa, mas o desespero não tem vez por aqui, por isso, fique atento que vamos ajudá-lo a resolver ao menos esse entrave do seu checklist cotidiano de empreendedor jurídico.

Antes de mais nada, é preciso traçar um norte para precificar os seus serviços. Existem pontos cruciais que precisam ser levados em conta para ter valores satisfatórios de honorários advocatícios, vamos compreendê-los juntos:

Preço x Valor

Você sabe a diferença de preço e valor? Um advogado com as mesmas condições cognitivas e experiência que você pode estar ganhando muito mais dinheiro neste momento. E isso pode ter a ver com a maneira que ele demonstra valor pelo serviço que presta aos clientes. O preço é apenas o que será pago por isso. Já o valor, é o ganho. 

Entender a diferença desses conceitos é a cereja do bolo para saber como precificar seu serviço advocatício. Para dar certo, é preciso negociar o valor dos honorários, não estabelecer um preço inicial.

Para isso, é importante explicar o motivo do valor do seu serviço e o que o cliente pode ganhar com isso. Faça com que ele entenda os benefícios e diferenciais de ter você como advogado. Isso cria um vínculo de confiança e, enxergando melhor o valor do seu serviço, aumenta a disposição em pagar o preço que for estabelecido.

Quais são os seus gastos?

Entenda quanto você gasta, antes de focar no preço praticado pela concorrência. Os seus honorários advocatícios precisam contemplar o que é custo no dia a dia do seu negócio. 

O custo para manter seu escritório de pé ou a execução do seu trabalho, os gastos para manutenção do seu espaço de trabalho, o tempo que demora a preparação da peça e as possibilidades de recursos ajudarão a determinar a precificação dos seus serviços. 

O Código de Ética da OAB também pontua alguns itens que devem ser observados.

Fatores externos e subjetivos

Observe atentamente tudo que for além da parte prática para chegar aos seus honorários advocatícios. Identifique a complexibilidade do caso, suas chances de vitória, a vara onde o processo está tramitando e o tempo de preparação para o caso. Analise o que é melhor para a sua realidade do momento e tudo que está em jogo para abraçar esse processo. 

Papel e caneta para outras dicas fundamentais:

  1. Um caminho importante a seguir é se basear na tabela de honorários advocatícios da OAB de sua cidade, a de São Paulo disponibilizou a de 2021 no site.
  2. Tempo é dinheiro, portanto, o período gasto com estudo e pesquisa sobre o caso, deve ser calculado.
  3. Pense em quanto durará o serviço, da preparação ao trânsito em julgado. Leve em consideração os recursos, embargos e apelações.
  4. Avalie caso a caso, não adianta precificar um valor de honorários advocatícios alto para qualquer um que bater à sua porta. Analise clientes estratégicos que podem trazer grandes oportunidades a longo prazo.

Não tema, busque sempre adotar valores justos, pois, combater a concorrência é um processo diário que envolve muitos fatores além de baratear os seus serviços. Os desafios são muitos, mas com cautela e sagacidade é possível vencê-los e obter sucesso e crescimento no seu escritório. 

Agora que você já sabe o que considerar na hora de precificar os honorários do seu escritório, ganhe tempo através da cessão de crédito, assim seus clientes ficam satisfeitos e seus honorários são antecipados. Faça o seu cadastro aqui e nossa equipe vai analisar o crédito do processo.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos nas Redes Sociais

Categorias

Posts Recentes

Cadastre-se em nossa newsletter.