7 BENEFÍCIOS PARA REALIZAR A CESSÃO DE CRÉDITO

A maioria das pessoas que têm um processo de precatório ou trabalhista em andamento, não faz ideia que pode vendê-lo e se livrar da burocracia e espera, pois antecipar os ganhos de uma ação que cabe uma indenização, é uma realidade. Esses são só alguns benefícios de uma cessão de crédito, está preparado para os próximos?

Antes de falar deles, vamos relembrar o processo de compra e venda de precatório ou cessão de crédito trabalhista, que é feito através de um contrato.

O credor (reclamante na ação) cede o crédito que poderá receber a um terceiro, isto é, ele transfere a titularidade e pode receber a remuneração a que tem direito, antes mesmo do fim do processo. A responsabilidade de acompanhar os trâmites na Justiça fica com quem comprar o crédito: nós aqui da Bomtrato!

Agora, veja sete benefícios para reclamantes e advogados que optam pela cessão de crédito judicial:

 

  • Quem decide é o credor

 

A única pessoa que tem poder de decidir se vai ou não vender um crédito judicial é o reclamante, o próprio credor, explicando bem explicadinho: aquele que é dono do crédito. Então, quem deve não palpita e o advogado tem poucos poderes, mas pode orientar da melhor forma e instruir a melhor negociação, afinal, são seus honorários em jogo. Aqui já foi um dos primeiros benefícios da cessão de crédito.

 

  • Garantia de honorários

 

Peça essencial na negociação de cessão de crédito, o advogado também é beneficiado. Esse profissional tem a vantagem de poder se organizar com relação aos pagamentos e adiantar o acerto de seus honorários, combinados lá atrás, no momento em que o contrato foi assinado com o cliente. Não precisa esperar a conclusão do processo, dinheiro na mão do cliente, também garante o pagamento pelo trabalho dele.

 

  • Sem fila de espera!

 

Uma ação judicial vencida contra o poder público (estado, município ou União) não significa que o reclamante (cedente) receberá o dinheiro imediatamente. A fila é cronológica e privilegia portadores de doenças graves, idosos maiores de 60 anos e deficientes físicos, só depois os outros beneficiários podem receber. Com a cessão de crédito, é dinheiro imediato para fazer o que quiser.

 

  • Prazo imediato

 

A média de duração de um processo judicial é de mais de um ano (776 dias), isso pode se alongar por tempo indeterminado e nem sabemos se de fato o reclamante terá o que acredita ter direito. Se ganhar a causa, soma-se aí mais uns 998 dias para receber o benefício e mais umas dores de cabeça com a burocracia do processo de pagamento. Com a cessão de crédito, o risco é todo nosso. Aqui a negociação é segura e feita de forma rápida, preservando os direitos das duas partes: pagamento para o cliente e honorários para o advogado. 

 

  • Dinheiro na mão

 

Como se não bastasse tanta notícia boa, ainda pagamos à vista. O que pode ser mais interessante do que ter dinheiro na mão logo depois que o acordo acontecer? A cessão de crédito é benéfica ao credor e também ao advogado, pois garante dinheiro na mão de forma rápida e segura. Sem precisar aguardar o pagamento do crédito, que levando em conta os mais famosos devedores (empresas, estados, municípios e a União), costumam demorar anos para quitar suas dívidas, fora o tempo do processo.

 

  • A lei do seu lado

 

Advogado envolvido ou quem tem um valor para receber, decorrente de um processo judicial, pode fazer a antecipação de recebíveis e estará amparado pela lei, já que a compra de precatórios é autorizada pela Justiça e está determinada no artigo 100 da Constituição Federal. Assim como a cessão de crédito é uma prática completamente legal, prevista nos artigos 286 a 298 do Código Civil. Portanto, é permitido que a pessoa abra mão do desgaste do processo judicial e venda o direito a um crédito. O bônus de fazer isso, é que ela pode receber o valor a que tem direito antecipadamente e ficar livre de toda a burocracia.

 

  • Antecipe e invista seus ganhos

 

Com dinheiro no bolso, fica mais fácil pensar em investimentos. Por isso, a cessão de crédito pode ser o primeiro passo para que o credor multiplique o valor recebido. Com planejamento é possível fazer com que o dinheiro renda e ainda traga um prazer duradouro, é o pulo do gato. Ter uma reserva de emergência e investir parte do dinheiro, é a solução de problemas financeiros, mas exige disciplina!

Curtiu esses benefícios? A Bomtrato atua de forma rápida, prática e segura na cessão de créditos judiciais, contando com mais de 1.200 clientes atendidos e uma equipe de mais de 60 profissionais especializados em cessão de crédito judicial. Pare de esperar e garanta seu dinheiro em mãos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *